Garça-branca-grande

Hoje vamos falar da Garça-branca-grande (Ardea alba). Ela mede entre 65 e 104 centímetros e pesa entre 700 e 1700gr. Seu corpo é completamente branco.

 É facilmente identificada pelas longas pernas e pescoço, característica dos membros da família. O bico é longo e amarelo e as pernas e dedos pretos. Apresenta enormes egretas (penas especiais que se formam no período reprodutivo). A íris é amarela.

 Muitas pessoas pensam que a Garça-branca-pequena (Egretta thula) é o filhote da Garça-branca-grande, porém trata-se de uma espécie à parte, que difere da última por apresentar a ponta do bico e as pernas escuras, enquanto a base do bico e os pés são amarelados, sendo também menor.

 Alimenta-se principalmente de peixes, mas já foi vista comendo quase tudo o que possa caber em seu bico. Pode consumir pequenos roedores, anfíbios, répteis, insetos, pequenas aves e até lixo (por isso é necessário realizar o descarte do lixo da forma correta) .

 Em pesqueiros aproxima-se muito dos pescadores para pegar pequenos peixes por eles dispensados, chegando a comer na mão. É muito inteligente e pode usar pedaços de pão como isca para atrair os peixes dos quais se alimenta. Engole às vezes cobras e preás. Aproxima-se sorrateiramente com o corpo abaixado e o pescoço recolhido e bica seu alimento, esticando seu longo pescoço.

 Tanto a Garça-branca-pequena, quanto a Garça-branca-grande podem ser observadas no decorrer de todo o loteamento, sendo mais fácil a visualização no período da manhã nos rios e lagos.

 Está é mais uma publicação da parceria entre o Morada da Praia e a @bioconscientizacao, responsável pelos textos e fotos

 Preservar é viver!