Sairá-sete-cores

Uma das aves mais belas que temos no Morada da Praia é o Sairá-sete-cores (Tangara seledon).

Frugívoro, aprecia os frutos de palmeiras, goiaba, mamão, ameixa e caju e de frutos silvestres como frutos de Urtica e Hamelia, além de bagas de bromélias. Alimenta-se também de insetos, além frequentar comedouros com frutas.

É muito frequente nas matas baixas do litoral, podendo ser vista aos pares ou em pequenos grupos.

Essa pequena ave é muito ativa durante o forrageamento (busca e exploração de recursos alimentares), realizando alguns movimentos acrobáticos, enquanto ficam pulando nos ramos, recolhendo alimento na superfície das folhas e cascas da vegetação. Ele é capaz de manipular os frutos com o bico, a fim de remover as sementes e para alcançar a polpa.

É uma ave monogâmica. Faz um ninho tipo tigela que é compacto e construído por ambos os adultos com grama, folhas e forrado com materiais macios. Este ninho fica geralmente escondido na vegetação, entre folhas de árvores ou matagal, ou ainda em plantas ao longo do tronco e galhos. A época de reprodução da saíra-sete-cores ocorre entre novembro e fevereiro no Brasil.

A fêmea põe de 2 a 4 ovos pálidos, de coloração branco rosada com manchas marrons ou cinzentas. A incubação dura de 15 a 17 dias e é feita pela fêmea. O jovem deixa o ninho entre 14 a 18 dias após a eclosão dos ovos. Eles ainda dependem de pais para comida por algumas semanas após a saída do ninho. Os jovens de ninhadas anteriores podem acompanhar os adultos por vários meses durante o primeiro ano.

Olho no céu para admirar o Sairá-sete-cores!

Preservar é viver!